Apep

Na mitologia egípcia, Apep (ou Apophis, em grego), foi um monstro em forma de serpente que, vivendo no subterrâneo, combatia o deus Rá ao cair de cada noite, sendo sempre morta, mas sempre ressuscitando. Também chamada de Apepi ou Aapep.
Apep é uma criatura maligna do submundo e um inimigo dos deuses (embora às vezes seja aliado de Seth). Ele é a personificação viva do mal na mitologia Faraônica (Egípcia). Apep surge como uma serpente gigantesca, com 30m de comprimento. É servido por hordas de demônios, a maioria possuindo qualidades de serpente do fogo.

Apep é execrado, e não reverenciado, nos templos do panteão Faraônico (Egípcio). Oficialmente – de acordo com os sacerdotes de Rá-Heru-cuti (Rá; Hórus) e dos outros deuses – Apep não tem seguidores, templos e nenhum credo além da destruição e do mal. As almas ensandecidas, corruptas e malignas que se devotam a Apep concordam, ao menos em parte. Ele não tem nenhuma crença além da destruição: a destruição de todos os deuses do panteão Faraônico (Egípcio), seus templos, clérigos, seguidores e até mesmo do mundo criado por eles e as criaturas que o habitam. Os seguidores de Apep – que não são tão raros quanto os sacerdotes de outras divindades gostariam – não lutam por um mundo dominado pelo mal; eles lutam pelo fim do mundo.

Apep

Neter est anjinho